Seja o primeiro a compartilhar

A revolução dos bichos: 5 ilhas dominadas por animais

Escrito e publicado durante a Segunda Guerra Mundial, A revolução dos bichos (1945) é uma das obras mais impactantes do escritor George Orwell. Nela, um grupo de animais se insurge contra os donos de uma granja, tomando o poder.

Parece obra da literatura, mas não é: existem locais no mundo em que os hordas de animais tomaram conta, assumindo o controle de espaços geográficos por completo. Conheça algumas dessas ilhas e seus curiosos habitantes!

1. Lambay, Irlanda

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A ilha Lambay é uma pequena porção de terra na Irlanda, próximo à costa de Dublin. Seus principais habitantes são os cangurus de pescoço vermelho, uma espécie de marsupial muito parecida com os cangurus australianos. Chegados à ilha na década de 1950, foram trazidos por moradores locais de uma família rica que desejava desenvolver a criação de animais exóticos. 

O tempo passou e a população, que nunca passou da marca de 89 pessoas, segundo censos oficiais, foi decrescendo. Os últimos dados apontam 8 seres humanos vivendo em Lambay, número bem menor do que os mais de 100 cangurus de pescoço vermelho.

2. Runde, Noruega

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Os papagaios-do-mar são os "donos do pedaço" na ilha norueguesa de Runde. A ilha é um ponto turístico muito famoso entre admiradores de pássaros, já que lá residem inúmeras e distintas espécies. Porém, os papagaios-do-mar dominam a área em número muito superior aos cerca de 100 seres humanos que lá habitam: são aproximadamente 100 mil pássaros do tipo vivendo em Runde.

A visitação é permitida, com a recomendação de evitar o período entre fevereiro e agosto, quando aves migratórias passam pela ilha tornando tudo mais conturbado.

3. Aoshima, Japão

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Aoshima é uma pequena ilha japonesa, pertencente à cidade de Ehime. É popularmente conhecida como a "Ilha dos Gatos", sendo sua presença realmente digna de menção. Ainda que não sejam moradores exclusivos da ilhota, a proporção é muito maior que a de seres humanos. Os números mais recentes indicam que a proporção já superou 6:1.

Isso mesmo, para cada 6 felinos, um ser humano. No passado, foi uma região de pescadores cuja população humana foi diminuindo sistematicamente, ao contrário dos gatos. O governo de Ehime desenvolve um projeto, desde 2018, de castração e esterilização dos animais com o objetivo de conter o avanço deles.

4. Okunoshima, Japão

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

O Japão é mesmo a terra das ilhas de animais. Outro caso curioso acontece na ilha de Okunoshima, próxima de Hiroshima. A ilhota foi o local utilizado pelo governo para testes de armas químicas durante a Segunda Guerra Mundial, mas agora é terra de animados e saltitantes coelhos.

Não há moradores e os humanos que por lá passam são turistas visitando os coelhos. É importante ressaltar que, apesar de terem sido usados nos testes das armas químicas, os coelhos residentes na ilha, hoje, não têm parentesco com as antigas cobaias.

5. Big Major Cay, Bahamas

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Também conhecida como "Ilha dos Porcos", a Big Major Cay é uma ilhota pertencente ao conjunto de paradisíacas ilhas das Bahamas. Contudo, ela é habitada somente por porcos. O número é impreciso, mas estimativas apontam que entre 20 e 40 javaporcos (cruzamento entre a espécie doméstica e o javali) ocupem a área da ilha.

O contraste é bem engraçado e a história por trás do fenômeno é desconhecida. Uma teoria afirma que marinheiros teriam deixados os animais por ali para crescerem, sendo uma futura refeição. Outra sugere que funcionários dos hotéis da região tenham transferido porcos para a ilha com o objetivo de torná-la uma atração turística. Se foi isso, deu certo.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.