Seja o primeiro a compartilhar

Mais 5 mitos da nutrição que você considerava verdadeiros

Vamos colocar os pingos nos is e continuar essa lista de mitos da nutrição. Tenho certeza que você se surpreendeu com alguns itens da lista anterior e agora vai ficar ainda mais surpreso com os que estão por vir. Será que aquele alimento que você tanto gosta ou aquela situação estarão nessa lista?

1. Beterraba é fonte de ferro

a(Fonte: gettyimages)

Esta é uma frase que eu já escutei demais, principalmente assim: "eu estava com anemia, aí comecei a comer muita beterraba porque ela tem muito ferro". Mas espera aí — não tem nada a ver uma coisa com a outra.

Vamos lá: a beterraba é uma raiz que tem vitamina A, folato, vitamina C, cálcio, magnésio e fósforo. Infelizmente ela é um alimento pobre em ferro; a Tabela de Composição de Alimentos diz que em 100 g de beterraba crua é encontrado apenas 0,8 g de ferro. Além disso, o ferro encontrado nessa raiz é o ferro não heme (que possui menor biodisponibilidade de absorção). Os principais alimentos que possuem ferro são as carnes vermelhas, vísceras, feijão e vegetais verde-escuros, por exemplo.

2. Shakes emagrecem

a(Fonte: gettyimages)

É o que prometem, mas a realidade não é esta. Eles podem até fazer você perder peso por um momento, que seja temporário, no início do uso, mas logo esse processo de emagrecimento estaciona, pois ele se dá devido ao baixo consumo de calorias (restrição calórica) e proporciona saciedade momentânea.

Além dos shakes serem alimentos industrializados, eles não promovem a nutrição. E ninguém vive de shake, não é mesmo? Tudo que é restritivo é realmente um problema. Essa restrição calórica traz danos ao metabolismo e, consequentemente, frustrações para quem está tentando emagrecer. Nunca substitua uma boa refeição por uma mistura que não irá proporcionar emagrecimento de maneira saudável.

3. As frutas devem ser evitadas pois elas contêm muito açúcar

a(Fonte: gettyimages)

As frutas são alimentos que devem estar sempre presentes no nosso dia a dia, pois são muito nutritivas, e possuem vitaminas e minerais que fortalecem o nosso organismo. Frutas possuem açúcar? Sim, o açúcar natural da fruta se chama frutose e é por causa dele que há o grande mito que "não se pode comer fruta porque engorda".

Mas não é assim: atualmente a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), é a ingestão de 5 porções diárias de frutas e verduras, que dão o total de 400 g/dia. O consumo regular de frutas legumes e verduras (FLV) previne as Doenças Crônicas Não Transmissíveis — diabetes, hipertensão, dislipidemia (DCNT) e obesidade, além de ajudar na regulação do intestino pela alta quantidade de fibras.

4.  Podemos abusar de produtos light e diet

a(Fonte: gettyimages)

Não. Nada em excesso faz bem para a nossa saúde. Produtos light (aquele que afirmam possuir "25% menos" algum ingrediente), e diet (os que têm exclusão total de um dos ingredientes) não são absolutamente saudáveis, pois não deixam de ser alimentos ultraprocessados que podem até ter menores quantidades de açúcares, sal, sódio etc., mas podem ser mais calóricos e ter maior teor de gordura, por exemplo. Então, nunca deixe de verificar os rótulos e consumir preferencialmente alimentos in natura.

5. Carboidratos são vilões

a(Fonte: gettyimages)

Jamais demonizem os carboidratos — eles são importantes macronutrientes que não podem faltar na nossa dieta, sendo responsáveis principalmente pela nossa energia. Apenas otimize o consumo preferindo sempre os carboidratos de absorção mais lenta, chamados carboidratos complexos.

***

Marcela Andrade Lopes, colunista semanal do Mega Curioso, é bacharel em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas, bacharel em Nutrição, perita judicial na área da Nutrição, e pós-graduanda em Saúde Pública com ênfase em Estratégia Saúde da Família.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.